Perfil

Juíza de Direito na cidade de Curitiba-PR busco, através deste blog, abordar vários assuntos da área jurídica, bem como manter contato com juristas, aprendizes do Direito e com todos aqueles que, de algum modo, se interessem por temas jurídicos e suas implicações em diversas áreas.

Pós-graduada (latu-sensu) em Direito de Família e Direito de Posse e Propriedade pela Faculdade de Direito de Curitiba no ano de 1990, e tendo concluído o IX Curso de Preparação para Ingresso na Magistratura – EMAP – em Curitiba, em março de 1992,  ingressei na magistratura estadual paranaense, exercendo o cargo de Juíza Substituta da Seção Judiciária de Castro (Piraí do Sul e Jaguariaíva), em dezembro de 1992.

Após, assumi o cargo de Juíza de Direito (titular) da Comarca de Cândido de Abreu, em setembro de 1994.

Professora da Escola de Magistratura de Ponta Grossa (Prática Processual Civil), no ano de 1995.

No mês de agosto de 1996, em virtude de promoção por merecimento, passei a exercer o cargo de Juíza de Direito da Vara de Família e Anexos da Comarca de Pato Branco.

Em virtude de promoção por antiguidade, em outubro de 1999,  assumo o cargo de Juíza de Direito Substituta da 5ª Seção Judiciária da Comarca de Curitiba, designada para atender  a 21ª Vara Cível da Comarca de Curitiba. Em setembro de 2004 assumi a titularidade da 9ª Vara Civel da Comarca de Curitiba e, nos anos de 2008 até meados de 2010, fui designada para exercer o cargo de Juíza Eleitoral da 176ª Zona Eleitoral de Curitiba.

Professora da Escola da Magistratura de Curitiba (Prática Processual Civil), nos anos de 2005, 2006, 2007, e 2009.

Desde novembro de 2010, passei a exercer o cargo de Juíza de Direito Substituta em Segundo Grau perante o TJPR.

Nomeada como representante do TJPR pelo então Presidente Desembargador Miguel Kfouri Neto,  como integrante do Comitê Executivo Estadual do Fórum Nacional de Saúde criado pelo CNJ, no período de abril de 2011 a maio de 2013.

Em resumo, em dezembro de 2016 serão completados vinte e quatro (24) anos na magistratura, sendo que a área de atuação de minha preferência é a do direito civil. Atualmente estou designada na 18ª Câmara Cível do TJPR.

Anúncios

12 respostas para Perfil

  1. Giovana disse:

    Chefaaaaaaaaa
    Adorei o blog!!!! Parabéns!!!
    Fiz a prova hoje, estou me recuperando ainda hehehe
    Foram três questões de direito, as quais fiz inteirinhas, e duas de humanística, aí tive que viajar…seja o que Deus quiser!!!
    Enquanto não sai o resultado estou de volta!
    Amanhã te ligo!
    Bjos
    Gio

  2. Marina disse:

    Denise,
    Parabéns! Principalmente por sua carreira que é admirável!
    Tenho certeza que informações de grande valor estarão presentes aqui.

  3. gilceley disse:

    Obrigada carissima
    bj

  4. Nilce Lima disse:

    Denise,

    Parabéns!!! Adorei a iniciativa e vou ficar antenada com os seus posts.
    SUCESSO, minha querida.

    Beijão

    Nilce

  5. José Ricardo Alvarez Vianna disse:

    Olá Denise,

    Não sabia da existência de seu site. De qualquer forma, achei muito boa a ideia do blog. Já inclui nos meus favoritos e vou visitá-lo semanalmente.

    Ótima a ideia de incluir temas como arte, música e psicanálise.

    Abs!

    José Ricardo

  6. Oi De. gostei muito do seu blog. Um grande beijo.

  7. http://namyankabook.wordpress.com/dia-dos-namorados/

    olha ai, não tão profundo como teus posts….mas verdadeiro. beijo amada

  8. Eliane Antunes de Oliveira Klüppel disse:

    Parabéns Deni! Não tinha visto seu blog ainda, mas adorei. Os artigos postados são realmente interessantes, e, variar com Música, Arte e Psicanálise….sensacional!
    Lendo seu perfil apenas ratifiquei tudo aquilo que sempre enxerguei em você, desde nossa infância: seriedade, competência, profissionalismo, entusiasmo e amor pelo Direito.
    Muito sucesso ainda prima, e que sua brilhante carreira alcance degraus mais altos!
    Beijos,
    Eliane. (Nane)

  9. Claudiomiro Sabino Pereira disse:

    Prezada Dra. Denise,

    Bom dia!!

    Ao cumprimenta-lá e parabeniza-lá pelo blog, solicito se possível é claro uma orientação quanto a um episódio que me ocorrera esta semana.

    Sou diretor geral de um presidio no interior do Estado de SP, e por motivos administrativos optamos pela interdição total do prédio com consequente transferência de todos os presos, haja vista que conforme parecer do departamento de engenharia, por problemas estruturais havia o risco de acidentes. Nesse viés, um jornal regional, publicou a matéria da transferência e interdição do presidio, sem anormalidades, contudo um comentário de um leitor me chamou a atenção, vez que é calunioso e apócrifo, direcionado diretamente a minha pessoa, motivos pelos quais já estarei representando criminalmente.

    Gostaria de saber qual o entendimento da senhora no sentido de responsabilidade subsidiária ou mesmo objetiva do meio de comunicação, por não ter efetuado uma prévia (censura) e ter lançado o comentário. Se a reparação do dano moral se estende ao veículo eletrônico, visto ser uma matéria que S.M.J., ainda não esta pacificada nos colégios.

    Desde já agradeço a atenção, e parabenizo pelo bonito trabalho.

    At. Pereira

  10. Flamarion disse:

    Estudou direito na UEPG?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s